quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Já que somos, sejamos.

Ah!, as perguntas clássicas. As que eu mais me fiz na vida (depois de “PORQUE DIABOS EXISTE MATEMÁTICA?”, claro). Para onde eu vou quando morrer? Qual o sentido da vida? Quem sou eu?Bom, é justo que eu não saiba para onde vou quando morrer, já que ainda não morri. Não quero sabê-lo agora. Não quero morrer agora.É justo também que eu não saiba o sentido da vida já que minha vida ainda não acabou e ainda me resta algum tempo para descobrir. Mas... E quanto a não saber quem sou eu? Quem me poderá dar essa resposta? Me põe envergonhada confessar, mas eu não faço ideia de quem seja. E não é, acredite, por falta de histórias. Ah, destas sim eu gosto: as histórias. Pontos finais e às vezes exclamações, mas nunca interrogações. Passado. Lembrança. Tudo o que fui.Mas e o que sou? Me intriga ainda mais do que o que serei, que é outro mistério que me acompanha. Penso que sou: orgulhosa, leal, dramática e angustiada.Pensam: exibida, espalhafatosa, fresca, que chora por tudo.Sou o que penso que sou e sou o que pensam que sou. Sou nenhum dos dois e uma junção dos dois. Sou tudo o que vivi e o segundo que vivo nesse instante. E nesse. E nesse. Nunca o que passou. Nunca o que virá. O segundo de agora. Sou inspiração e respiração.Parando para refletir, não acredito que eu seja, e sim que sejamos. Todos, todos nós. Todos que existimos, somos, certo?Então, é isso: somos. Somos o que? Parte. Parte de onde? Não sei.Só sei que é impossível que eu seja sem que você seja também. Mesmo que nunca tenhamos nos encontrado. Como já disse, somos parte. De onde viemos e aonde vamos não sei, mas mesmo que não se saiba quem é bem ao certo, é importante que todos saibam que somos.
______________________________________________________________
Yay! Ganhei o terceiro lugar do Bee Writer da semana passada! *-* É, terceiro. Mas é melhor que não ganhar, certo? :DDO blog tá começando a se tornar o que eu queria. Apenas começando.

4 comentários:

Lilly disse...

Ah, quem somos nós? Ainda não consegui descobrir isso.
Gostei muito do seu texto. Essa questão de quem é você é algo muito confuso...
E parabéns pelo 3º lugar!

Beijos.

тнαιѕ disse...

Muito bom o blog, adorei o texto. Continue assim!
Já estou seguindoô. Bjoô

jadeamorim.com disse...

Ser ou não ser, eis a questão! rs
É muito dificil rotular quem somos, por isso que devemos é deixar acontecer!


Beijos!

Insights disse...

é, a questão de quem é você, é muito complicaada responder, podemos pensar; nossa, eu passei a minha vida inteira comigo, ent´~ao eu sei muito bem quem eu sou. Mais parece que não encontramos as palavras certas pra nos descrever, é complicado demais. Adorei o post :*